Aprenda como fazer com que seus alunos participem das aulas

46575-aprenda-como-fazer-com-que-seus-alunos-participem-das-aulas

Estimular os alunos de forma que eles fiquem sintonizados com os conteúdos abordados e se sintam motivados a participar das aulas é uma tarefa difícil nos dias atuais. Com toda a tecnologia ao alcance dos alunos, muitos ficam dispersos e não demonstram interesse pelas aulas mais tradicionais.

Porém, existem técnicas simples que podem ser aplicadas em sala de aula para incentivar a participação dos estudantes.

Caro professor, neste post, reunimos algumas dicas sobre como você pode atrair a atenção dos alunos e, consequentemente, fazer com que eles se envolvam na aula. Confira!

1. Proponha debates em sala de aula

Dependendo da idade dos estudantes, eles costumam gostar de conversar e opinar sobre diversos assuntos. Então, professor, você pode introduzir o tema da aula contando alguma situação que você tenha vivenciado ou algo que esteja sendo debatido nas redes sociais ou na televisão. Depois, solicite aos alunos que comentem o assunto: isso cria envolvimento e gera mais interesse em querer participar.

Se o assunto for muito delicado, peça aos estudantes que façam pesquisas ou entrevistem pessoas ligadas à questão. É sempre bom incentivar a argumentação para defender um ponto de vista. Debates em sala de aula podem ser uma ótima ferramenta para trabalhar o conceito de cidadania e esclarecer questões consideradas tabus.

2. Promova atividades dinâmicas durante a aula

Deixar os alunos sentados o tempo todo e apenas chamar a atenção deles para o que está escrito no quadro já não é algo tão eficiente. Você pode pedir aos estudantes que façam uma roda, que troquem de lugar uns com os outros ou que busquem livros e outros objetos nos armários.

Se seus alunos ficam cansados nos momentos de leitura ou da realização de exercícios no caderno, você pode intercalar essas atividades com jogos e brincadeiras educativas. Existem diversos jogos com variados temas que podem ser associados ao conteúdo trabalhado em sala. Dessa forma, os alunos aprendem de maneira mais divertida.

3. Deixe seus alunos serem protagonistas

Outra forma de promover a participação dos estudantes é deixar que eles tomem lugar na proposta de ensino. De maneira periódica, convide-os a escolher o tema de uma das suas aulas, e defina quando isso vai acontecer de acordo com o seu cronograma.

Para que o leque de opções não seja muito amplo, o que pode fugir da proposta pedagógica, sugira determinados temas aos alunos e deixe que eles decidam a maneira como vão expor o assunto — seja por meio de apresentação musical, de feira de ciências ou de uma peça teatral. Essa é uma maneira de participação bastante inclusiva.

4. Mostre o valor prático da matéria

Temas trabalhados de forma muito abstrata geralmente não estimulam a participação dos alunos nas aulas. Tente demonstrar como a matéria que você leciona pode ser concretamente aplicada no dia a dia dos estudantes.

A disciplina de ciências, por exemplo, pode ser muito atrativa quando se tem aulas práticas em laboratório. Desperte o olhar dos seus alunos para os fenômenos da natureza, das reações químicas e da fabricação de produtos do cotidiano, no sentido de atraí-los para as aulas.

Seguindo essas dicas, você vai conseguir aumentar o nível de participação dos seus alunos. Além do mais, é interessante fazer uso de novas práticas para estimular a criatividade e a inteligência deles.

Gostou das dicas? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos como este!

Confira 3 maneiras de aprender matemática se divertindo

Portrait of student girl at home with roommates

Um dos grandes pavores de muitos alunos, a matemática está longe de ser a queridinha da turma. Cálculos e raciocínio lógico espantam os estudantes só de falar, não é mesmo? Entretanto, não precisa ser assim! Com dedicação e criatividade por parte do professor, apresentando a disciplina de forma lúdica, aprender matemática pode ser muito mais prazeroso.

Nessa empreitada, a internet pode virar uma grande aliada da educação. Com o advento dos recursos tecnológicos, surgiram diversos aplicativos, plataformas, jogos e ferramentas que ajudam os alunos a compreender a matemática de forma muito mais fácil e rápida. E o melhor: com muita diversão!

A tecnologia oferece a possibilidade de propor um conteúdo didático atrelado ao entretenimento. Gostou da ideia e quer saber como ensinar a matemática de maneira divertida nas salas de aula? Então confira algumas formas de facilitar o processo de aprendizado da disciplina por meio de atividades na internet!

Aposte em jogos online

Que tal inserir jogos on-lines no conteúdo programático? Além de estimular o raciocínio, eles garantem a diversão da criançada. Os jogos disponíveis no Motion Math, por exemplo, mostram que aprender matemática pode ser muito divertido. Com conteúdo gratuito, o site está em inglês e disponibiliza alternativas superinteressantes para ajudar os alunos com a disciplina.

Invista nos aplicativos

Com certeza você já se deparou com algum aplicativo de matemática que parece ter tornado a matemática muito mais prática e fácil, certo? Então, não perca tempo e indique esses recursos para os alunos. O Fractions Basic, por exemplo, é uma ferramenta voltada para o aprendizado de frações, que apresenta para os alunos problemas que precisam de resolução.

O MyScript Calculator é outro excelente exemplo de aplicativo que pode ser adotado na sala de aula. Transformando o aparelho de celular ou Ipod em uma verdadeira lousa, esse aplicativo possibilita a escrita na tela com a própria caligrafia do aluno, além de ajudar a resolver as questões de matemática.

Utilize videoaulas

Existem canais online que ensinam matemática como um passe de mágica. Adotando linguagem e métodos próprios, os profissionais que exibem as videoaulas sabem como apresentar o conteúdo de um jeito divertido. Além disso, são materiais acessíveis em qualquer local, que podem ser assistidos pelos alunos tanto na sala de aula como em casa. Um jeito bacana de usar esses vídeos nas aulas de matemática é mostrando abordagens diferentes para tema mais complexos. Ou então, como material complementar e lição de casa.

O canal Youtube Edu, por exemplo, reúne conceituados profissionais da educação, que abordam várias disciplinas, sendo uma ótima alternativa de aprender matemática. Essa é uma boa forma de garantir que os alunos tenham acesso a diversas formas de explicação das matérias, fixando melhor o conteúdo.

Com a aplicação de técnicas simples e interativas, o professor de matemática pode estimular a busca pelo conhecimento e facilitar o processo de aprendizado dos estudantes, usando as novas tecnologias como grandes aliadas.

Agora é sua vez. Deixe seu comentário, contando o que achou do conteúdo e quais outras formas você considera eficientes no ensino da matemática! Participe!

 

Projetos para feira de ciências: conheça 5 dicas incríveis!

Young boy performing chemistry experiments at the lab

Está pensando em criar uma semana de ciências na sua escola? Seus alunos têm interesse em ciências? Você está pensando em motivá-los a estudar mais?

Se a ideia é motivar os alunos e mostrar a eles que a ciência pode ser, sim, muito divertida, você precisa conhecer esses projetos para feira de ciências, que os próprios alunos poderão fazer e com os quais irão se divertir e aprender conceitos ensinados em sala de aula. Confira!

1. Brincando com a pressão do ar

Essa experiência é um clássico das feiras de ciências em todo o mundo. Apesar de bastante conhecida, ainda faz o maior sucesso. Trata-se da experiência de se colocar um ovo dentro de uma garrafa usando a pressão do ar.

Nesse caso, colocamos o ovo na boca da garrafa e usamos a pressão do ar a nosso favor. Para isso, é preciso inserir um fósforo aceso ou um pedaço de papel em chamas na garrafa (que não seja de nenhum material facilmente inflamável). Assim, a pressão dentro da garrafa fica menor do que a pressão atmosférica do lado de fora dela, o que suga o ovo para dentro.

2. Explodindo com reação química

Já ouviu falar que não se deve misturar Coca-cola e Mentos? Pois é, essa história surgiu de uma experiência feita com esses dois elementos. Uma garrafa de dois litros da bebida, mais quatro Mentos vão causar a reação de explosão.

Acontece que o açúcar promove uma reação, quando o gás da bebida é liberado. É uma experiência divertida, mas que requer o uso de óculos protetores.

3. Implodindo uma lata

É possível usar a lata para criar uma experiência infalível. A lata deve estar cheia de ar quente, o que pode ser conseguido ao deixá-la um tempo virada para a fumaça de alguma fonte de calor. Em seguida, ela deve ser colocada de ponta cabeça em uma bacia com água fria.

O que acontece é que as moléculas de ar, que estão agitadas, passam a ocupar um espaço menor ao se resfriarem subitamente, e a lata se amassa, numa espécie de implosão.

4. Descobrindo cores

As canetinhas coloridas costumam ser feitas da mistura de diversas cores. Para demonstrar isso, você precisará de canetas hidrocor, um copo, filtro de café e álcool.

Desenhe e pinte uma bolinha na ponta do filtro de café e coloque-o sobre o copo com álcool, porém, não deixe que a bolinha encoste diretamente no líquido. Após alguns segundos, o álcool será sugado pelo filtro, atingirá o desenho e mostrará as cores que estão “escondidas” ali.

5. Criando grandes projetos para feira de ciências

Se você trabalha em uma escola, como professor ou coordenador, pode buscar empresas especializadas em projetos para feiras de ciências. Além de motivar os alunos a criarem suas próprias experiências, eles se interessam com uma equipe que mostrará o lado divertido da ciência, com experimentos inovadores e verdadeiros espetáculos para crianças e adultos. A Madscience, por exemplo, é especialista em oferecer experiências incríveis com seus shows de ciências e peças teatrais que elevarão o nível da sua feira, estimulando todos os alunos, pais e professores!

Gostou das dicas de projetos para feiras de ciências? Que tal dividi-las com seus amigos professores e com seus alunos? Compartilhe esse post em suas redes sociais e mostre a todos que a ciência pode ser aprendida com muita diversão!

7 filmes sobre Biologia para uma aula de ciências mais divertida

x-filmes-sobre-biologia-para-uma-aula-de-ciencias-mais-divertida19997-

Quando o assunto é sala de aula os professores buscam de todas as formas chamar a atenção dos alunos para passar a matéria necessária. Os filmes são, nesse sentido, uma boa forma de interagir e educar ao mesmo tempo. De forma suave e objetiva, os alunos aprendem se divertindo e sem muitas cobranças.

Os títulos de filmes que envolvem e abordam a biologia, por exemplo, são numerosos e abrangem diversos assuntos relacionados às ciências. Conheça agora sete filmes sobre biologia para uma aula de ciências mais divertida!
Continue reading 7 filmes sobre Biologia para uma aula de ciências mais divertida