Que tal criar um workshop de ciências para os estudantes?

36167-que-tal-criar-um-workshop-de-ciencias-para-os-estudantes

Se seu objetivo é criar um workshop de ciências para os estudantes, é fundamental entender a finalidade do evento. Um workshop é uma aula informativa com foco no ensino de habilidades específicas ou na exploração de um determinado tema. Geralmente, é desenvolvido por educadores, especialistas em alguma área, gerentes ou líderes com conhecimento em um ou vários assuntos.

Pensando nisso, um workshop demanda interação com o público, seja por meio da intervenção dos participantes ou de práticas em grupo. Esse formato de evento pode ter a duração de algumas horas ou se estender até por uma semana, caso seja dividido em subtemas.

Como o público-alvo desse workshop são os estudantes, o ideal é elaborar um evento que combine aprendizado, engajamento e diversão — ferramentas básicas para manter os jovens envolvidos durante todo o processo. Confira, neste post, algumas dicas que podem contribuir para a organização da sua apresentação:

Planeje o workshop de ciências com foco no público

Se sua intenção é fazer com que os jovens participem ativamente do workshop, planeje um evento que inclua uma parte teórica que dialogue com a parte prática da apresentação. Resumidamente, coloque suas ideias em um relatório (em tópicos), sempre lembrando que as informações mais importantes devem integrar o início do workshop, do mais simples e direto, até atingir o tópico mais complexo.

Simule o evento no papel

Estabeleça um tempo para cada atividade. Exemplo, se sua atividade tem 2 horas lembre-se de que são necessários 10 minutos para expor as regras do workshop (é preciso levantar a mão para falar, os celulares devem estar desligados, a sala será dividida em grupos, etc.), 20 minutos para mostrar a importância da ciência e estimular a curiosidade para o que vem pela frente, outros 5 minutos para dividir a sala em grupos, de mais 60 minutos para desenvolver a dinâmica e 15 minutos para finalizar o workshop, e talvez ainda 10 minutos para um pequeno intervalo. Pronto: ficou estabelecido um processo de 2 horas, de educação divertida em um ritmo  planejado e dinâmico.

Prenda a atenção do estudante desde o primeiro momento

Em workshops, palestras, oficinas ou cursos dirigidos a jovens, é um desafio para os professores mantê-los envolvidos durante toda a apresentação. É importante estabelecer em que momento você vai implantar “detonadores de atenção”, ou seja, itens que provoquem e estimulem os estudantes a interagir.

Crie jogos e quizzes, mostre vídeos interessantes, escolha um estudante e o transforme em ajudante. Assim, a apresentação tende a ficar divertida e pouco tradicional.

Estimule os jovens a criar a própria experiência científica

O ponto alto do workshop é a parte prática. Pense em algo como apresentar uma experiência científica, mostrando o lado divertido da ciência. Divida os alunos em grupos e os estimule a desenvolverem a própria experiência. Com isso, você consegue a atenção dos estudante e a interação entre os grupos.

Termine sua apresentação com um “grand finale”

Para que o ritmo da apresentação se mantenha e os estudantes continuem animados até o final, busque um artifício como uma frase de impacto de um cientista famoso ou um vídeo inesquecível (de poucos minutos), e o apresente nos minutos finais. É importante usar as novas tecnologias como forte aliada e, para isso, há inúmeros suportes nas redes sociais que podem desempenhar esse papel. O YouTube Educação é um desses exemplos.

Esperamos que esse artigo o ajude na montagem de um ótimo workshop. Se quiser ainda mais dicas sobre como trazer conteúdo educativo de qualidade para estudantes, assine nossa newsletter!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *