O que é STEM? Como esse método pode influenciar o ensino no futuro?

o-que-e-stem-como-esse-metodo-pode-influenciar-o-ensino-no-futuro26620

Em busca de melhorias no ensino na área de exatas, as escolas vêm aplicando o uma nova forma de educar. E você, já sabe o que é STEM? Esse método permite que os alunos se interessem mais por algumas disciplinas da grade curricular, mais especificamente as da área de ciências exatas. Fique com a gente neste post e vamos te apresentar o STEM e mostrar como esse método pode influenciar o ensino e a vida das nossas crianças.

O que é STEM?

STEM é uma sigla em inglês que designa justamente as disciplinas que mais se beneficiam desse método: Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática. Basicamente, o que o STEM sugere é que essas disciplinas sejam ensinadas juntas e envolvendo os alunos em cada fase do aprendizado. Interdisciplinaridade e aplicação prática!

Como ele funciona?

No STEM os professores aplicam metodologias e apresentam problemas que devem ser resolvidos. Os alunos planejam e desenvolvem projetos. Se acontecer de algo dar errado, uma postura mais positiva é adotada: os alunos são motivados a descobrir onde está o erro, em vez de receberem uma avaliação negativa, o que estimula a perseverança e a autocrítica.

Para que ele serve?

O STEM serve para aumentar o entendimento dos alunos de temas mais complexos, como engenharia e matemática. Feiras de robótica, projetos de ciências e outras atividades educativas da área de exatas são etapas do STEM que os alunos cumprem com entusiasmo.

Quais os seus benefícios?

Alguns benefícios do STEM: estimular nos alunos o gosto pelas disciplinas de ciências exatas e também o gosto por novas tecnologias, aumentar a capacidade de concentração, observação, criatividade e autoanálise. Ao participar de projetos eles podem, ainda, aprender o trabalho em equipe, autocontrole e empatia. Tudo isso com perseverança e uma visão positiva dos próprios erros!

Qual a sua importância para o ensino das ciências exatas?

O STEM é de extrema importância, pois contribui para tirar o ensino daquela perspectiva tradicional em que o professor é um mero transmissor de conteúdo. Com o STEM, as disciplinas da área de exatas deixam de ser vistas como as vilãs do ensino fundamental ou médio. O aprendizado fica mais leve e eficaz, atingindo o tão sonhado engajamento nas disciplinas da área.

Como é usado atualmente?

No ensino fundamental, a prática do STEM é feita de maneira mais tranquila e natural. Aproveita-se do método para engajar os alunos e utiliza-se as inteligências múltiplas existentes em uma mesma sala de aula. Os alunos do ensino fundamental são estimulados com projetos mais simples e, depois de um tempo, o nível de dificuldade aumenta gradativamente.

Já no ensino médio, há atividades mais complexas e criativas. Como o método já faz parte do cotidiano, os professores propõem projetos mais desafiadores e os alunos devem responder à altura. Sua abordagem prática, aliás é de grande valia para os alunos do último ano, no momento em que vão decidir qual carreira seguir.

O STEM, a cada dia, revoluciona o ensino de ciências exatas e conquista novos adeptos, sejam alunos ou professores. Um método atraente, inovador, engajador, interdisciplinar e baseado em vivências!

Conte para seus amigos o que é STEM e tudo que ele pode trazer para a educação compartilhando esse post em suas redes sociais!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *