Como praticar em casa o que a ciência ensina na escola?

Cute blond little kids coloring eggs for Easter holiday in domestic kitchen, indoors. Children having fun and celebrating feast.

Ter contato com as ciências na escola é de fundamental importância para que as crianças compreendam melhor as transformações científicas que tornaram a nossa sociedade o que é hoje, bem como os fenômenos naturais do nosso mundo.

Como forma de oferecer suporte para que os conceitos teóricos sejam mais bem observados na prática, os pais podem contribuir com a aprendizagem da ciência em casa. Pensando nisso, hoje vamos mostrar como praticar em casa o que a ciência ensina na escola. Confira!

Comece descobrindo os gostos e interesses da criança

O cérebro humano tende a se dedicar muito mais em coisas que lhe interessam. Dessa forma, é muito importante que os pais procurem por atividades e situações que tenham a ver com os gostos pessoais e interesses da criança, para que ela se sinta mais motivada em pesquisar e desenvolver os seus conhecimentos científicos e matemáticos. O suporte e acompanhamento dos pais em atividades relacionadas à matéria de ciências fora da escola, tornam-se muito mais fáceis quando são definidos os caminhos a serem explorados com a criança.

Aposte em passeios e outras atividades práticas

Os conceitos teóricos aprendidos na escola podem muitas vezes parecer abstratos e complexos para as crianças, que têm dificuldades em criar conexões entre o que está no livro e no mundo à sua volta. Por isso, proporcionar a vivência de conceitos científicos através da experimentação e observação, por exemplo, pode estimular, despertar a curiosidade e interesse da criança pela aprendizagem desses conteúdos.

Com isso, a visita a museus de história natural, museus de ciências, parques e quaisquer outros locais onde seja possível entrar em contato com as diversidades dessa área, certamente, serão ótimas formas de praticar aquilo que é aprendido na escola.

Mostre como as coisas que nos cercam estão relacionadas à ciência

Estimular o gosto de uma criança pelo estudo das ciências fora da escola é de certa forma mostrar a ela que tudo que nos cerca está relacionado aos conhecimentos científicos, seja na composição química de uma pasta de dentes, na caneta que utilizamos para escrever ou no vidro das janelas. Criar dúvidas e questionamentos do tipo: “como isso é feito?” ou de “onde aquilo veio?”, são excelentes formas de instigar o raciocínio crítico dos pequenos e motivá-los a buscar as repostas para as mais diversas coisas que os cercam.

Utilize as brincadeiras como formas de estimular o contato e interesse da criança

Toda criança adora brincar e a melhor parte disso é que existem diversas brincadeiras que fazem uso de conceitos e princípios científicos. Elas são um prato cheio para estimular a curiosidade das crianças, permitindo que entendam melhor alguns conceitos teóricos vistos na escola e pratiquem a ciência em casa.

Um exemplo disso é a brincadeira do telefone com copos, na qual as extremidades de um barbante são ligadas ao fundo de dois ou mais copos. Essa brincadeira é ponto de partida para que a criança entre em contato com conceitos de vibração e ondas sonoras por meio de uma atividade simples e divertida.

A participação dos pais no estímulo e suporte dos filhos para que entrem em contato com situações práticas do campo das ciências e matemática é fundamental para que complementem o conhecimento teórico adquirido na escola. Dessa forma, as crianças terão uma maior compreensão de fenômenos naturais e científicos, desenvolverão seu raciocínio crítico e lógico, além de aprenderem a buscar as respostas para os seus questionamentos, e não esperar que eles simplesmente sejam fornecidos pelo professor.

Se você gostou do texto deixe o seu comentário e compartilhe as suas ideias conosco!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *