Como aplicar a realidade virtual em sala de aula

76251-como-aplicar-uma-realidade-virtual-em-sala-de-aula

A realidade virtual em sala de aula é uma tendência promissora que chegou para desbancar uma metodologia tradicional no ambiente escolar. Essa ferramenta pode facilitar o processo de ensino e de aprendizagem na medida em que estimula diversas áreas cerebrais.

Além disso, como explicações dos educadores ficam mais interessantes quando conciliadas com as estratégias virtuais para o tema do estudo. A aceitação tende a ser muito boa, uma vez que uma realidade virtual já foi incorporada na vida cotidiana dos alunos.

O limite entre o interesse e a utilização de um sistema de notificação para os objectivos propostos. Caberá aos professores adaptarem sua forma de ensino para acompanhar uma efetividade da implantação.

Quer saber como implantar uma realidade virtual no cotidiano escolar? Então, acompanhe nossas dicas aqui!

Conciliar os conteúdos teóricos com práticas virtuais

A realidade virtual é um convite para entrar em um mundo interativo e com possibilidades diversas. Para os amantes da ciência é possível aprender conceitos e compreender seus fundamentos por meio de imagens em 3D, viagens corporais virtuais virtuais e liberação de energia elétrica em situações controladas.

Funcionário da seguinte maneira: os professores abordam uma parte teórica do conteúdo científico e depois elaboram aulas práticas virtuais. Assim, o conteúdo é aprendido de forma lúdica e inteligente e os alunos ficam mais engajados com uma novidade.

Ademais, como as experiências científicas são áreas cerebrais tais como hipocampo, córtex pré-frontal, cerebelo que são responsáveis pela consolidação do conteúdo. A excitabilidade proporcionada pela novidade aumenta os níveis de adrenalina e serotonina, que garantem motivação ao experimento.

Desafie os alunos no mundo das ciências

Desde os tempos mais antigos da civilização, toda a teoria deveria ser comprovada para reforçar ou refutar os conceitos. Essa situação ainda é vivenciada nos dias de hoje, porém com mais tecnologia .

Para os amantes da eletricidade e do magnetismo, por exemplo, é importante destacar o papel dos prótons e elétrons e mostrar, dentro da realidade virtual, como é que as partículas são comportam para atrair ou repelir os polos e qual é uma aplicabilidade disso.

Os educadores convidam os alunos a executarem como aulas práticas simulando ambientes virtuais em que essa vivência é controlada. Outro exemplo é a utilização da robótica e interatividade do corpo humano para mostrar a fisiologia do organismo.

Aproveite os benefícios da realidade virtual

Os softwares podem ser utilizados para facilitar a construção do plano de ensino. Para os professores de ciências, são recomendados, além das plataformas interativas, grupos de estudos sobre a integração da realidade virtual com os ensinos em biologia.

Além disso, para enriquecer os conhecimentos em sala de aula, é recomendável uma participação de especialistas por meio de videoconferência ou acompanhamento de aulas práticas de outras instituições.

A realidade virtual em sala de aula é mais uma metodologia para ser aplicada em prol da melhoria do ensino. Com técnicas adequadas, conhecimento aprofundado e didática direcionada ao tema, como aulas ficarão interessantes ea desmotivação certamente diminuirá.

Na área de ciências, é possível traçar projetos incluindo uma robótica e interatividade das plataformas disponíveis para o desafio dos alunos e comprovar como teorias aprendidas.

Nesse contexto, os professores precisam se atualizar constantemente sobre as novas metodologias que aperfeiçoam o processo de ensino-aprendizagem. Agora que você já está por dentro da aplicação da realidade virtual em sala de aula, não deixe de conferir 3 tendências pedagógicas para 2017 para continuar aprendendo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *