5 maneiras de divulgar uma franquia e atrair mais clientes

67088-5-maneiras-de-divulgar-uma-franquia-e-atrair-mais-clientes

Quem é o empresário sabe da importância da divulgação. E não é para menos, já que quanto mais você investe nesse ponto, mais uma marca, aproxima os clientes e potencializa como vendas.

A realidade não é diferente para as marcas que operam por meio do franchising. Elas espere prospectar clientes, garantir uma transferência eficiente de know-how e ainda preparar para garantir bons resultados.

Veja aqui 5 maneiras que levantam para você divulgar uma franquia e promover uma expansão consistente para sua marca.

1. Marque presença nas redes sociais

As pessoas estão cada vez mais conectadas, isso é fato. Nesse cenário, para se aproximar de clientes, como empresas necessárias para redes sociais, divulgando seu trabalho e diferenciais.

No relacionamento on-line, é bom que uma pessoa consiga entender como adquirir uma franquia , como o negócio acontece, qual é o tipo de rendimento e outros detalhes interessantes para esse público.

Para melhorar ainda esse aspecto, você pode criar anúncios no Facebook direcionados para um público específico. “Ideal” para guiar a expansão da sua marca.

O Google AdWords é um bom meio de divulgação e uma grande oportunidade. Nada mais natural, já que ele faz com que você está melhor posicionado nas buscas do Google, conquistando mais destaque para sua marca.

2. Esteja nas principais feiras de franquias

A feira de franquias ainda é uma das melhores perspectivas de um franqueado. Muitas pessoas que pensam em investir seu dinheiro e não sabem como, vão para lá!

Uma boa opção na Associação Brasileira de Franchising (ABF), uma oportunidade de obter muitos contatos e fortalecer sua marca entre as principais franqueadoras do Brasil. Entretanto, não precisa se restringir. Esteja sempre à procura de outras oportunidades também.

3. Tenha uma assessoria de imprensa eficiente

Uma comunicação bem estruturada, que consiga se relacionar com uma imprensa e divulgar mais detalhes da sua empresa, pode ser uma ótima opção também. Essa é uma maneira de mostrar o seu negócio e fazer com outros veículos de comunicação (como portais on-line, revistas e jornais) divulguem o seu trabalho.

4. Anuncie em guias de franquias reconhecidos

Para potencializar o seu negócio, compre espaços publicitários dentro dessas guias e reforce sua marca. Assim os interessados conseguem entender sobre a sua área de expertise e o tamanho do investimento que devem fazer para operar como um franqueado.

Esforce-se para criar algo bem legal e chamar atenção em meio a tantos outros anunciantes. Os resultados podem ser incríveis!

5. Tenha um material de divulgação

Quando você sai em busca de novos clientes, os folhetos ou materiais de prospecção podem ajudar a abrir muitas portas. As principais franqueadoras do Brasil hoje investem nesse ponto.

Nesse material, você consegue expressar os objetivos do negócio, valores, tempo de retorno e todos os pontos relevantes para que o interessado possa discutir com sua família e sócios.

Agora você tem em mãos 5 dicas valiosas para divulgar uma franquia , atrair mais clientes e melhorar muito o seu negócio. Cabe a você decidir o caminho seguir e colocar o plano em prática. Para continuar recebendo nossos conselhos sobre o assunto, curta a nossa página no Facebook !

5 dicas para um ter branding de eventos matador

64692-x-dicas-para-um-ter-marca-de-eventos-matador

Surpreender o cliente, abrir um campo para novos negócios e reforçar uma imagem da marca. Ter um branding de eventos de atualizar nessas três vertentes é fundamental para investigar uma reputação da empresa e, conseqüentemente, aumentar como vendas, mesmo que seja um longo ou médio prazo.

Um bom branding é super importante, mas você sabe como conseguir uma estratégia matadora? Acompanhe como dicas de hoje e saiba mais!

O termo branding: de onde vem?

Para quem ainda não tem familiaridade com termo branding, vale lembrar que o conceito é simples – o difícil é colocá-lo em prática! Branding significa um conjunto de medidas estratégicas na área de marketing para o consumidor, fazendo-se interessar pela marca para tornar-se um fiel cliente.

Para que isso aconteça, há uma lista de cinco dicas para que você tenha uma marca de eventos infalíveis. Vamos a eles:

1. Conheça o seu público

Reconhecer o perfil de quem foi, ou pretender ir ao seu evento ou o primeiro passo para que o resultado efetivo. É preciso estreitar laços eo público precisa se sentir à vontade para estabelecer relações com sua marca.

Para isso, é essencial verificar detalhes como faixa etária média, estilo de vida, gênero, principais características etc. Depois que você tem esses dados ou uma pessoa deles em mãos, sim, você está pronto para começar a pensar em agir para agir!

2. Mantenha o alinhamento com a cultura da empresa

Avalie quais são como premissas (missão e valores) da marca para que você crie condizentes com uma cultura da empresa. O que adianta criar um evento desconectado das intenções dos propósitos da instituição?

Quanto mais os resultados de seu evento, mais os consumidores e os fornecedores se sentem integrados ao projeto. Portanto, alinhe-se à cultura corporativa e entre em sintonia com os anseios dos clientes.

3. Proporcione experiências positivas

Para promover um evento, uma empresa de pequeno porte, um grande ou um grande porte, é importante que o organizador tenha em mente o objetivo de oferecer ao consumidor uma experiência positiva.

Nada de longas filas, bebidas inadequadas ao tipo de evento, preços altos ou mesmo profissionais desqualificados para atender o público. Ele é seu maior alvo, portanto, é melhor tratá-lo bem.

4. Cause uma boa impressão

É preciso ir com calma. Se, por acaso, uma apresentação do evento para muito tempo , uma tendência é que as estratégias de aproximação do consumidor falhem e um projeto de fidelização da marca por água abaixo.

A sutileza é essencial nesses momentos. Como dinâmicas seriam lúdicas, criativas e efetivas, ou seja, envolver o maior número de pessoas. O boca a boca contribui para que a rede de relacionamentos cresça entre uma empresa e seus empregados e fornecedores.

5. Lembre-se de que uma divulgação é tudo … ou quase tudo!

Pois bem! Você está organizando um evento E o que preciso primeiro para que certo? De salão cheio. Mas, para isso, planejamento é uma palavra-chave. Programe-se pouco menos de dois meses antes e monte uma estratégia de divulgação.

Crie um fluxograma com diversos meios de comunicação e suportes – redes sociais, e-mail, SMS e / ou panfletagem. E aqui vale fazer suspense e / ou passar informações importantes sobre o evento. Boa sorte!

Então, gostou das dicas sobre branding de eventos? Que tal curtir nossa página no Facebook? Participe com suas dúvidas e sugestões!

5 dicas de presentes para alunos de ciências

61186-5-dicas-de-presentes-para-alunos-de-ciencias
É muito comum um aluno eleger um professor favorito e demonstrar isso por meio de pequenos gestos de gentileza, como prestar atenção redobrada nas aulas e levar presentinhos para ele. É proporcional o carinho que o professor sente pelos seus alunos, mas são raras as oportunidades que ele tem de demonstrar.

Pensando nisso, resolvemos propor uma ideia diferente para o professor de Ciências: que tal surpreender os alunos, logo no início do ano, com algum presente legal para estimular boas trocas entre vocês nos dias letivos que se seguem?

Se gostou da ideia, continue a leitura e confira 5 dicas de presentes baratos e criativos que montamos para você!

1. Cubo mágico

Nada melhor que um complexo quebra-cabeça de raciocínio lógico disfarçado de diversão! O cubo mágico é uma excelente forma de instigar seus alunos, sejam eles crianças ou adolescentes, a pensar, persistir e encontrar soluções na vida.

2. Chaveiro

O primeiro lugar onde o aluno vai querer pendurá-lo é na mochila. Então, escolha um chaveiro que seja criativo, adequado para a idade das crianças e que tenha a ver com Ciências.

3. Caneta ou lápis decorados

Dois itens que os estudantes tendem a não dar muita atenção e perdem com frequência. No entanto, se for a caneta ou o lápis que o professor deu de presente, com um desenho legal, cheio de cores, ou até decorados artesanalmente, a história muda!

4. Porta objetos criativo

Se tiver tempo, você pode poupar dinheiro e dar para seus alunos presentes supercriativos. Pense em decorar, à sua forma, latinhas de alumínio recicláveis, transformando-as em lixeirinhas de mesa (para o descarte de pontas de lápis e papéis de bala durante a aula) ou um porta objetos, que o estudante vai colocar na sua mesa de estudos em casa e encher de materiais escolares.

Veja dicas de decorações de objetos na internet para se inspirar. Abusando da criatividade, que tal pensar em usar algum recipiente reciclável que lembre um tubo de ensaio?

5. Uma festa temática ou uma apresentação teatral

Aposto que você nunca pensou nessa possibilidade! Chame alguns amigos e monte uma apresentação que aborde temas como gentileza, amizade e construção de valores. Mas, claro, mantenha o foco na Ciências e apresente uma prévia dos assuntos que serão estudados durante o ano, para instigar a curiosidade das crianças. Dê uma olhada no trabalho da MadScience — pode ser bastante inspirador!

Além disso, você pode fazer uma parceria com a escola e propor uma festa diferente, com temas de filmes e séries de ficção científica para agitar os alunos, promover a aproximação entre eles e mantê-los conectados a Ciências.

O importante mesmo, no final das contas, é surpreender. Para o aluno, não importa o investimento que você fez para dar a ele aquele presente, mas, sim, o fato de você ter se importado e lembrado dele com um carinho especial. Pense nisso!

Gostou das nossas dicas de como dar presentes para alunos? Siga nossas redes sociais e tenha acesso a mais conteúdos como este! Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

4 ferramentas de gestão de negócios para aderir em sua franquia

49982-x-ferramentas-de-gestao-de-negocios-para-aderir-em-sua-franquia

Todos os empreendedores sabem que a administração de um negócio e o gerenciamento de contas, estoque e todos os funcionários não são tarefas simples. Ter uma empresa é um grande desafio que obriga os empreendedores a darem sempre o seu melhor e a constantemente pesquisarem novas ferramentas e métodos para facilitar a gestão.

A maioria dos empresários fica sempre antenada ao mercado em busca de novidades tecnológicas e das melhores práticas de gestão, que possibilitem a redução de custos, o aperfeiçoamento do negócio e o aumento dos lucros.

O uso de softwares e ferramentas é fundamental para quem almeja obter esses resultados. Para ajudá-lo a ganhar destaque no mercado, separamos, neste post, 4 ferramentas de gestão de negócios que você não pode deixar de conhecer. Confira!

1. Modelo de negócio

Um modelo de negócio nada mais é do que o desenvolvimento de planos relacionados à empresa e a especificação dos rendimentos e benefícios que se deseja alcançar. Ao utilizar essa ferramenta, são estabelecidos: como serão feitas as promoções, as regras a serem seguidas para atrair clientes, as estratégias de marketing e venda e todas as outras configurações que influenciam nos recursos e no futuro da empresa.

Depois de realizado o plano de negócio, é possível projetar o futuro da empresa no curto, médio e longo prazo, mas é preciso adequá-la de forma que tudo o que foi apresentado no modelo seja seguido.

2. Planejamento estratégico

O planejamento é um dos passos mais importantes para que qualquer nova empresa ou franquia consiga conquistar espaço e se destacar no mercado. Esse processo gerencial busca formular os objetivos e determinar quais serão os planos de ação necessários para que cada um deles seja alcançado. Para isso, leva em consideração tanto as condições internas do negócio, quanto os fatores externos.

É importante saber que essa ferramenta é uma das grandes responsáveis pela definição da missão, da visão e dos valores do negócio.

Algumas das ações para a elaboração de um planejamento estratégico eficiente são:

  • Definição de todas as metas e objetivos a serem alcançados.
  • Realização de pesquisas de mercado.
  • Levantamento de possíveis clientes.
  • Determinação de estratégias para conversão dos leads.
  • Uso de ferramentas para a melhoria contínua do negócio — como o ciclo PDCA (Plan-Do-Check-Act).

3. Indicadores

Com todos os objetivos da sua franquia traçados, chegou o momento de medir e acompanhar o desempenho dos processos e de cada uma das tarefas para verificar se as metas estão sendo alcançadas. Para isso, a ferramenta mais aconselhada é o KPI (Key Performance Indicator ou Indicador-chave de Performance).

Um bom indicador é aquele que permite calcular de forma eficaz os resultados e proporcionar a introdução de melhorias na empresa. Um bom KPI deve conter as seguintes características:

  • Disponibilidade de ser mensurado, ou seja, ser facilmente medido.
  • Direcionar escolhas importantes e estratégias.
  • Possuir periodicidade de medição.

4. Software de gestão

O uso de um software de gestão é fundamental para as empresas que desejam alcançar bons resultados e os lucros esperados. Um programa específico é a melhor forma de controlar o caixa e o estoque da empresa, gerenciar funcionários, medir a satisfação dos clientes e acompanhar o desempenho do negócio.

Essa ferramenta reduz significativamente as chances de erros em contas e falta de informações que possam resultar em problemas futuros. É aconselhável que todas as empresas possuam um software de gestão, que contribuirá para o controle mais eficaz do empreendimento e a entrega de serviços e atendimento de boa qualidade ao cliente.

Agora que você conhece 4 ferramentas de gestão de negócios que não podem deixar de serem utilizadas na sua franquia, conte para nós: sua empresa já utiliza alguma delas? Deixe um comentário e compartilhe conosco os resultados alcançados!

Saiba como montar um plano de negócios antes de empreender

36840-saiba-como-montar-um-plano-de-negocios-antes-de-empreender

Se você pretende começar seu próprio empreendimento, a primeira coisa precisa fazer é aprender como montar um plano de negócios. Este documento é uma ferramenta importantíssima que te ajudará a definir suas metas, traçar estratégias e guiar os rumos da sua empresa.

Se você já tem um empreendimento e pretende expandi-lo, elaborar um plano de negócios também é importante, pois ele permite que você avalie o que tem dado certo ou não nas suas estratégias e, se necessário, mudar os seus métodos.

Muitos micro e pequenos empresários acreditam que fazer este planejamento gera gastos e é muito trabalhoso, mas não é bem assim. Atualmente, há softwares que podem ajudar muito nesta tarefa e quanto aos gastos, uma das principais funções do plano de negócios é reduzir riscos de investimentos e evitar que o empreendedor perca dinheiro. Por isso, confira 4 dicas que elaboramos para você!

Pense sobre a viabilidade do empreendimento

A primeira coisa é pensar se a sua ideia pode virar um bom empreendimento. Para isso, é necessário pesquisar o segmento, a viabilidade do projeto, o quanto será necessário investir e se este investimento é realizável. Procure ferramentas que podem te ajudar nesta função e converse com pessoas que já têm alguma experiência na área.

Estude como montar um plano de negócios

Não pense que montar um plano de negócios e abrir uma empresa te livra dos livros, muito pelo contrário! Montar um negócio exige muito conhecimento e, quanto mais você estiver por dentro da área em que pretende empreender, menos riscos você corre de fazer escolhas erradas. Por isso, inspire-se em bons livros e procure conhecer a literatura especializada na sua área.

Outra coisa muito importante é usar a tecnologia a seu favor. Há alguns bons softwares que podem te ajudar a monta seu plano de negócios, como o SPPlan, do Sebrae São Paulo e o Como Elaborar Plano de Negocio, do Sebrae MG, ambos gratuitos. Há alguns outros softwares pagos que também são muito bons, mas exigem algum conhecimento na área.

Informe-se

Conhecer o mercado em que sua empresa estará inserida é fundamental. Informe-se sobre o perfil da sua clientela, sobre o crescimento ou retração do seu segmento dentro do mercado, sobre seus concorrentes, seus fornecedores, estratégias de marketing mais utilizadas, rentabilidade possível, seu ponto de venda, possíveis parceiros, entre outros.

Muitas dessas informações você consegue com pesquisas pela internet, mas é muito importante fazer uma pesquisa de campo, conversar com empresários do ramo, entre outros.

Mantenha-se atualizado

Todo empreendedor deve saber o quanto o mercado é oscilante, portanto, é muito importante manter seu plano flexível. Além do mais, à medida que seu negócio for crescendo, será necessário adequar o tamanho da sua empresa ao dos seus objetivos.

As estratégias devem acompanhar as mudanças do seu empreendimento e do segmento ao qual ele pertence. Portanto, ao elaborar um plano de negócios é essencial que você tenha em mente que ele deverá ser revisado periodicamente e adaptado sempre que necessário.

É importante ressaltar ainda que não existe uma regra única para a elaboração deste documento. O mais importante é analisar o mercado com critério, avaliar suas ideias e planejar as atividades a serem desenvolvidas, desde a locação do espaço físico ou virtual à contratação de funcionários. Depois, avalie as finanças, investimentos e possibilidades de lucro. Não se esqueça de reestruturar seu plano sempre que necessário.

Gostou das dicas sobre como montar um plano de negócios? Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Então, não se esqueça de deixar as suas impressões nos comentários!